back Voltar ao Blog



Sapateado: dos escravos aos palcos


Diz quem sabe que o sapateado é uma dança que permite, apenas com um par de sapatos especial, uma liberdade de movimentos e ritmos que mais nenhuma modalidade do género oferece. Um 3-em-1 único que só o sapateado consegue: som, movimento e espetáculo! São fãs?

O que é o sapateado?

O sapateado é um estilo de dança que tem como principal característica os sons que os dançarinos produzem com os sapatos em contacto com o chão, fazendo dos pés verdadeiros instrumentos de percussão. Estes sapatos têm chapas de metal afixadas na parte da frente e nos calcanhares e, quando em contacto com o solo, e através de diferentes movimentos realizados com os pés, emitem diversificados sons, estimulando o improviso e a criatividade dos bailarinos.

A história do sapateado

Sem registos históricos que possam precisar a data e o local onde surgiu esta dança, sabe-se que as primeiras manifestações do sapateado surgiram em meados do século V.

Uma das hipóteses mais aceites é que esta modalidade tenha nascido na Irlanda, onde os camponeses usavam sapatos com sola de madeira, que faziam muito barulho em contacto com o chão – a esta dança chamava-se o “Irish Jig”.

Mais tarde, e já em plena Revolução Industrial, os operários costumavam usar tamancos para isolar o calor que vinha do solo e, nos tempos livres, reuniam-se nas ruas para competir com a sua arte. Ou seja, quem fizesse o maior e mais variado número de sons com os pés, e de forma mais original, seria o vencedor.

Sabe-se que também as danças africanas influenciaram o sapateado, unindo o trabalho dos pés a movimentos corporais para produzir um espetáculo de dança mais completo.

Mas foi nos Estados Unidos da América que o sapateado se tornou realmente popular. Entre 1909 e 1920, este país foi assolado por esta dança, altura em que começaram a surgir os sapatos com chapas nas solas. No início da década de 20, o espetáculo “Shuffle Along” revolucionou os palcos, dando início à febre do sapateado americano.

Hoje em dia, o sapateado é uma dança apreciada no mundo todo, tendo uma forte componente artística e teatral, para além de também ser considerado um excelente exercício físico, que trabalha o corpo e a mente.

O sonho americano

O sapateado atingiu o seu auge de popularidade no início do século XX, altura em que bailarinos famosos como Gene Kelly, Fred Astaire, Eleanor Powell e Shirley Temple fizeram do sapateado uma peça essencial no sonho americano, em filmes tão variados como o “Brigadoon”, “Um Americano em Paris”, “Tudo o que é Jazz” e “Swing Time”.

Foi também nesta época que surgiram os mais conhecidos passos de sapateado, como o shuffle, ball change, paddle, side tap, flap e cramp roll. Tornou-se comum a presença do sapateado em produções da Broadway – como, por exemplo, “Black and Blue” e “The Cotton Club”, que demonstraram a criatividade e o sucesso do sapateado em palco.

Dia Internacional do Sapateado

O Dia Internacional do Sapateado celebra-se a 25 de Maio, desde o ano de 1989 – dia em que nasceu o maior ícone americano desta modalidade: Bill Bojangles que, aos 31 anos, obteve o marco da sua carreira, com a participação no espetáculo “Blackbirds”, tendo sido o primeiro negro a conquistar um papel na Broadway.

Fonte:http://passobase.com/artigos/sapateado-escravos-palcos
Quarta, 20 de Agosto, 2014 por Lucie.Barreira